Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta 11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta

11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta

11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta

Dream Team: 11 ideias para tornar o nosso dia a dia mais sustentável e amigo deste planeta que nos acolhe.


Publicado em 06-Mar-2020

Todos compreendemos a necessidade de dar um futuro mais verde ao planeta Azul, mas como essa evolução nem sempre é fácil — implica mudar hábitos do dia a dia e por vezes fazer sacrifícios — aqui fica um pequeno guia ao qual podemos sempre recorrer para reduzir o tamanho da pegada ambiental. São só 11 ideias, mas que dependem apenas da nossa vontade, sem estar à espera dos grandes desígnios dos políticos, ou da vontade das multinacionais. O futuro começa em cada um de nós…

1 Pense Local

Os supermercados são muito práticos, mas são também um antro de produtos vindos de todo o mundo e, geralmente, embalados em plástico. Escolha, sempre que possível, produtos nacionais e fuja das frutas e dos pães embalados individualmente (algo ainda demasiado comum). Prefira a granel (tem aqui uma boa lista de sítios onde os encontrar) e, já agora, leve o seu próprio saco — e que este seja de pano.

11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta | Unibanco

2 Evite consumir carne

Não precisa virar vegetariano. Basta consumir com mais moderação, até porque provavelmente a come em excesso, como o SNS costuma alertar — o limite recomendado para carnes vermelhas, por exemplo, situa-se nos 300gr. por semana. Sobretudo evite o desperdício, outro dos problemas da nossa sociedade. A indústria da produção de carne é uma das mais poluentes, e deixar que um produto que consumiu tantos recursos acabe num aterro é duplamente errado. Pense antes em formas inteligentes de aproveitar os restos ou em refeições alternativas.

11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta | Unibanco

3 Economia verde, finanças azuis

Trata-se de um mecanismo que não depende exclusivamente de si, é verdade, mas está nas nossas mãos pressionar para que se torne uma realidade. E o objetivo, basicamente, será de atribuir um valor económico à natureza. Porque este existe na realidade. Hoje uma baleia ou uma árvore valem mais abatidos do que vivos, quando na realidade é o contrário e existe toda uma indústria de turismo que depende dessa baleia e a árvore, para além de madeira, produz oxigénio e captura carbono. Isto precisa de ser valorizado no futuro, e felizmente que os primeiros passos já estão a ser dados, sobretudo com as blue bonds. O nosso extenso mar e interior “esquecido” poderão também beneficiar enormemente.

4 Não faça Lixo

Reutilize o mais que puder, recicle o que não conseguir. Não deite beatas para o chão. Tenha atenção onde coloca os plásticos. Se puder tente fazer compostagem e aproveite para cultivar os seus próprios vegetais. Tem aqui um exemplo de um bonito e discreto compostor doméstico. Não precisa de ter um jardim ou uma horta, nem de ser autossuficiente. Qualquer vaso ajuda.

11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta | Unibanco

5 Use o micro-ondas

Toda a gente tem um, mas poucos o usam para mais do que aquecer coisas. Só que os micro-ondas são incomparavelmente mais eficientes, em termos energéticos, do que os fornos, e são absolutamente seguros para preparar alimentos — por vezes até melhores a reter nutrientes na comida. Só precisa de descobrir algumas receitas mais adequadas para esta confeção e não usar os mesmos tupperwares para cozinhar que usa para aquecer.

6 Plante uma árvore 2.0.

Já não basta plantar uma árvore na vida, mas sim dezenas, centenas de árvores. É uma das formas mais baratas e eficientes de retirar CO2 da atmosfera e lutar contra o aquecimento global. Lembre-se da quantidade de árvores que Lisboa Capital Verde pretende plantar.

11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta | Unibanco

7 Detergentes e champôs ao natural

Fazer os nossos próprios sabonetes e detergentes com ingredientes naturais está definitivamente na moda, o que é bom pois assim reduzimos o consumo de plástico (das embalagens) e não lançamos mais químicos para o meio ambiente. A internet está repleta de receitas para o fazer, mas é preciso avançar com cuidado pois nem tudo funciona como prometido. E se um detergente não limpar bem o chão ou cheirar como devia não é grave, no caso de produtos que entram em contacto com a nossa pele a história é outra. Não queremos champôs com PH demasiado elevado ou sabonetes que provocam reações alérgicas, por isso, se não tem a certeza da proveniência de uma fórmula, opte antes pelos produtos naturais à venda nos supermercados biológicos, que também estão livres de químicos e pesticidas.  

11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta | Unibanco

8 Boas ideias

A “desalteração” climática não vai lá sem um conjunto de boas ideias e, por isso, apelamos aos mais inovadores da sociedade para se chegarem à frente. Organizações como a BlueBioValue podem dar uma ajuda preciosa no sentido de ligar a investigação ao mundo empresarial, para que destas ideias resulte realmente algo importante. — até porque esta aceleradora resulta de uma parceria entre dois peso pesados: a Fundação Oceano Azul e a Fundação Gulbenkian. O próximo bootcamp ocorre já nos próximos dias 16,17 e 18 de março, mas terá muitas mais oportunidades para apresentar a sua ideia. A concorrência é grande pois recebem projetos vindos de todo o mundo.

9 Economize água

O planeta Terra tem esta ironia de ser composto maioritariamente (75%) por água, mas apenas 3% é doce, e dessa apenas 1% está acessível. Ou seja, é um recurso finito, escasso e, pela sua importância para a vida, extraordinariamente valioso. Por isso economize água em tudo o que puder, começando pelo duche: tome banhos mais curtos e se for difícil arranje um temporizador até se habituar.

11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta | Unibanco

10 Uma nova forma de locomoção

Na verdade, o título é enganador porque nunca houve nada melhor do que as duas pernas com que nascemos. Use-as para subir escadas em vez de apanhar o elevador (o exercício é um bónus, não tem de agradecer), passear ou ir às compras. As pernas também podem pedalar e não há dúvida sobre as vantagens das duas rodas no trânsito urbano. Os transportes públicos são outra boa alternativa, muitas vezes mais rápida do que o automóvel e mais económica. Mesmo quando demoram mais tempo deviam ser a opção escolhida, menos quando a diferença é abissal. Finalmente, lembre-se que um automóvel tem vários lugares, e que é preferível um carro com quatro pessoas do que dois com duas.

11 ideias sustentáveis, pelo bem do planeta | Unibanco

11 Regresso à natureza

Faça longos passeios pelos parques naturais ou mergulhe neste oceano que rodeia Portugal. Leve os seus filhos ou netos e amigos, porque um dos problemas da nossa sociedade foi mesmo ter perdido essa ligação umbilical. Pessoas em comunhão com a natureza têm a perceção do mal que lhe estamos a fazer e muito mais vontade de alterar este estado de coisas.