Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
12 relógios muito badalados 12 relógios muito badalados

12 relógios muito badalados

12 relógios muito badalados

Relógios há muitos, mas estes vão deixá-lo com um sorriso na cara.


Publicado em 14-Jun-2018

Está de parabéns! Se gosta de relógios mecânicos, significa que tem bom gosto para apreciar estes belos exemplos de engenho e criatividade humanas. Sobretudo nesta era do “digital efémero”, em que é cada vez mais importante apostar em valores mais perenes. Relógios há muitos, mas estes 12 melhores do ano (até agora!) vão dar-lhe a volta à cabeça – ou pelo menos deixar um sorriso na cara sempre que os colocar no pulso.

  • Glashütte Original, Senator Excellence Perpetual Calendar

    Despido de grandes decorações, este Glashütte afirma-se precisamente pela forma como usa o movimento para dar mais brilho ao relógio, revelando parte do funcionamento. Acabamentos com um nível de detalhe impressionante, e o calibre – com calendário perpétuo – é uma obra-prima da relojoaria moderna.

    Saiba mais
  • Montblanc, 1858 Geosphere

    Consegue ter um look vintage, e ao mesmo tempo moderno. Tudo graças aos dois hemisférios que ornamentam a parte frontal do mostrador e que funcionam também como “horas mundo”, girando inversamente ao longo de 24 horas. O modelo surge para celebrar os 160 anos da manufactura Minerva (hoje na Montblanc), mas também a conquista dos sete cumes mais altos em cada continente, um feito alcançado por menos de 500 pessoas, incluindo os portugueses João Garcia e Ângelo Felgueiras. Pode inclusivamente ganhar um, clicando em baixo.

    Saiba mais
  • Omega, Speedmaster Dark Side of The Moon Apollo 8

    Foi há 50 anos que a Apollo 8 orbitou a Lua pela primeira vez, e foi o sucesso desse voo que permitiu a alunagem no ano seguinte. Ao entrar no dark side, e sabendo que ia perder as comunicações com a Terra, Jim Lovell proferiu uma famosa frase:

    Saiba mais
  • Omega, Speedmaster Dark Side of The Moon Apollo 8

    “We’ll see you on the other side” (vemo-nos do outro lado), tal como se pode também ler aqui. Lovell levava um Omega no pulso, claro, tal como todos os astronautas das missões Apollo, o que justifica esta edição comemorativa do Dark Side. Cronógrafo, corda manual, caixa em cerâmica e o mostrador e movimento decorados como se fossem a superfície lunar. Tudo dark, obviamente.

    Saiba mais
  • Bulgari, Serpenti Tubogas

    Bulgari, Serpenti Tubogas

    Ouro amarelo? Rosa? Branco? Porquê escolher? Com esta Serpenti, os três tipos fundem-se numa mesma (e icónica) bracelete. Pela qual inúmeros pulsos anseiam desde os anos 1960. Aliás, a Bulgari leva já 100 anos a desenhar relógios-jóia, e a colecção Serpenti não é o único foco de interesse, esse passa também por outro modelo feminino comemorativo com repetição de minutos.

    Saiba mais
  • H. Moser & Cie, Endeavour Tourbillon Concept

    A simples elegância deste relógio é admirável. E sem qualquer tipo de marca, ou outra indicação no mostrador, cabe ao turbilhão fazer (todas) as honras. Aliás, é para lá que o sfumato – revelador de uma impressionante técnica – aponta. Apesar de não ter qualquer referência à marca, e de esta ser apenas uma pequena e independente manufactura, é impossível escapar ao olhar de um conhecedor.

    Saiba mais
  • Chopard, Happy Palm

    Modelo inspirado na famosa Palma de Ouro de Cannes que, nem de propósito, também é desenhada pela Chopard. E a marca de relojoaria e joalharia suíça assumiu o compromisso de utilizar apenas ouro 100% ético, ou seja, proveniente de empresas que respeitem as melhores práticas de sustentabilidade, quer ambientais quer sociais.

    Saiba mais
  • Chopard, Happy Palm

    O Happy, no nome, vem dos diamantes que, com a minipalma de ouro, “dançam” dentro do mostrador. E no verso a própria platina e rotor do movimento automático foram trabalhados para recriar a palma.

    Saiba mais
  • IWC, Tribute to Pallweber

    A IWC celebra 150 anos e os seus lançamentos comemorativos estendem-se a todas as linhas: Da Vinci, Aviador, Portofino e Português, claro, onde estão alguns dos modelos mais complexos. Fora “de colecção” encontramos este tributo a Pallweber com indicação digital (de dígitos, bem entendido) das horas e minutos.

    Saiba mais
  • IWC, Tribute to Pallweber

    Trata-se de uma homenagem aos relógios de bolso que a marca fazia em finais do século XIX, e ao relojoeiro que os criou.

    Saiba mais
  • Rolex Advertising booklet from the 1950s

    Rolex, Oyster Perpetual GMT-Master II

    Quando começou a era da aviação moderna, nos anos 1950, tornou-se necessário criar um relógio que mostrasse efectivamente o tempo em dois locais diferentes. A Pan Am contactou a Rolex e assim nasceu o GMT-Master, o mais importante relógio da era do jet lag, que aqui vemos numa publicidade da época.

    Saiba mais
  • Oyster Perpetual GMT-Master II

    Rolex, Oyster Perpetual GMT-Master II

    A edição deste ano apresenta a mesma combinação de cores da luneta original, a Pepsi, assim chamada pelo vermelho e azul escolhidos para indicarem o dia e a noite. Já não se via esta combinação num modelo em aço há mais de uma década, pelo que o entusiasmo rodeando este relógio é inteiramente justificado. Some-se ainda a mítica bracelete em aço Jubileu, de cinco links, por oposição aos três mais comuns.

    Saiba mais
  • Panerai L'Astronomo

    O nome completo deste relógio é Panerai L'Astronomo Luminor 1950 Tourbillon Moon Phases Equation of Time GMT. O que, além da conotação majestática de tantos apelidos, tem pelo menos o condão de ser elucidativo. Assim sabemos que apresenta um turbilhão, fases da Lua (uma estreia para a Panerai, equação de tempo (a diferença entre o tempo solar e o tempo civil), e segundo fuso horário.

    Saiba mais
  • Panerai L'Astronomo

    Aqui, frente e verso assumem quase a mesma importância, até porque as fases da Lua no verso estão entre as mais bonitas alguma vez vistas.

    Saiba mais
  • Van Cleef & Arpels Lady Arpels Planétarium

    O universo cabe no seu pulso, e vem com diamantes… Mas este não é um relógio apenas para admirar, pois funciona realmente como planetário, e os planetas movem-se à velocidade real no sistema solar. Assim, a órbita de Mercúrio completa-se em 88 dias, a de Vénus em 224 e a da Terra em 365. Já a Lua gira em torno do nosso planeta em 29,5 dias. Quanto à estrela-cadente, na foto no topo, demora exactamente 12 horas no seu percorrido, pelo que serve como indicador de horas e minutos, ou por aí… O Lady Arpels Planétarium não é relógio para quem precise de chegar em ponto a lado nenhum.

    Saiba mais
  • Hublot Big Bang Referee 2018

    A Hublot é bem conhecida pelas suas extravagâncias relojeiras, mas com este Hublot Big Bang Referee 2018 World Cup Russia aderiu aos connected watchs. Tudo porque é parceira e cronometrista oficial da FIFA, e do Campeonato do Mundo de Futebol, e este relógio vai permitir aos árbitros – que o vão usar em campo – ficarem a saber, em tempo real, se a bola ultrapassou ou não a linha de golo, ligando-se ao sistema no estádio.

    Saiba mais
  • Hublot, Big Bang Referee 2018

    Os relógios para o resto da população não terão todas essas informações, mas darão acesso às equipas iniciais ou as estatísticas de jogo, bem como as notificações em tempo real dos golos e tempos de partida. Para estar sempre em cima do acontecimento. Isso mais as cores (bracelete e no mostrador) do país do coração, para gritar bem alto o amor por Portugal…

    Saiba mais
  • Zenith, Pilot Type 20 Chronograph Extra Special

    Quando Louis Blériot sobrevou pela primeira vez o Canal da Mancha, em 1909, levava um Zenith no pulso, um dos primeiros exemplares de relógios de aviador que se conhecem. Este Type 20 vai buscar muita inspiração a esse relógio, incluindo a grande coroa para ser manuseada com luvas. Esta versão é Extra Special porque a caixa em bronze vai continuar a evoluir ao longo da vida, ganhando um novo aspecto consoante o uso que lhe der. É o que se chama personalização “natural”.

    Saiba mais