Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

SÁBADO por C-Studio

Partilhe nas Redes Sociais

Powered by

Unibanco

A casa do futuro

A casa do futuro

Energy Cat, a Casa de Amanhã, é um jogo de simulação real que o ajudará a poupar nas contas de energia enquanto se diverte a jogar. E tem tecnologia nacional.

Neste jogo será o simpático Energy Cat, provavelmente o primeiro gato defensor da eficiência energética do mundo. Ao longo do jogo, o Cat tem de zelar pelo bom comportamento dos seus humanos em casa, mas também pelo das famílias vizinhas. Para o conseguir terá de estar sempre alerta, corrigindo os maus hábitos e descobrindo novas formas de poupar.

Pouco a pouco, missão a missão, vai dando pequenos passos em direção à conquista final: construir uma casa de sonho onde a eficiência energética é total. Um pequeno passo para um gato, mas um passo gigante para as faturas lá de casa. Porque o objetivo final não é, obviamente, vencer o jogo mas ensinar a consumir melhor energia, poupando os escassos recursos do planeta e da conta bancaria.

Além de que o Energy Cat é, como as Aventuras de Tintin, para ser ser jogado por todos, dos 8 aos 80.

A ideia não é exatamente inovadora, existe até um nome para isto: gamificação. Consiste no uso de técnicas, design e mecânicas dos jogos para incentivar as pessoas a adotar certos hábitos. Já foi usado com grande sucesso por empresas, da Samsung (The Samsung Nation, para convencer os utilizadores a aderir às suas redes) à Nissan (Nissan Carwings, que compara dados dos utilizadores dos automóveis elétricos) e até por governos como o norte-americano (é assim que o US Army conquista novos recrutas). Outra área onde tem sido muito utilizada é nas aplicações de fitness, como forma de motivação para atingirem certos resultados e a não desistirem.

Agora chegou a vez da União Europeia, que cofinancia este projeto desenvolvido por uma série de entidades diferentes, como a Advantic, a Universidade Politécnica da Catalunha, a Denver & Cornwall Housing ou Fremon Corp. Cada uma contribuiu na sua área de especialidade e, por exemplo, a Fremen ficou com a arquitetura e técnicas do jogo enquanto a D&CH cedeu as casas piloto onde todas as situações são testadas em ambiente real. E depois temos ainda o nosso Instituto Superior de Engenharia de Porto, o ISEP, que teve um papel fundamental em todo este projeto cabendo-lhe a gestão e tratamento das informações sobre o consumo de energia recolhidas nas casas piloto. É graças a este trabalho que o jogo consegue fazer a ponte entre as atividades virtuais e o consumo real.

Outra vantagem de ter tecnologia nacional é que o português passou a ser também uma das línguas oficiais do jogo.

Por isso o que está à espera para fazer o download da Energy Cat para iOS  ou Android e conhecer as famílias Brightest, Aye O’Tea, os Green ou a Mrs Young, que apesar da avançada idade tem genica de sobra? Diariamente vai receber novos créditos para usar no jogo e, naturalmente, bónus sempre que termina as missões. Nem todas as atividades ou famílias vão estar disponíveis logo de início, têm de ser conquistadas à boa maneira dos jogos, mas as recompensas valem bem a pena. Não as do jogo, obviamente, mas ao final do mês, sempre que chega a nova fatura de eletricidade.