Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
As melhores séries de TV para substituir Game of Thrones As melhores séries de TV para substituir Game of Thrones

As melhores séries de TV para substituir Game of Thrones

As melhores séries de TV para substituir Game of Thrones

Não sabe como superar o final do maior sucesso televisivo de sempre? A solução é agarrar-se a outras séries da HBO ou da Netflix… Nós damos-lhe uma ajuda!


Publicado em 18-Jun-2019

Game of Thrones foi o maior sucesso da televisão mundial, mas acabou. Que série(s) de TV deve(m) então ocupar o nosso serão preenchendo esse vazio televisivo? Houve quem achasse que tudo acabou como devia, e quem não gostasse nada do final. E mesmo tendo a HBO anunciado que está a preparar uma prequela da série, há quem jure a pés juntos que vão ter de fazer uma sequela também. Afinal, Daenerys Targaryen vai ser ressuscitada pelo dragão, John Snow tem de regressar da muralha, Tyrion Lannister de voltar a fazer das suas… e que mundo desconhecido irá Arya Stark descobrir? Existe obviamente quem pense precisamente o contrário, que tudo deve ficar como está e, para já pelo menos, a razão está do seu lado.

Claro que pode sempre voltar a trás e recomeçar tudo de novo, porque as oito temporadas estão disponíveis na HBO, mas a boa notícia é que não faltam séries novas – ou antigas com novas temporadas – onde podemos encontrar os mesmos ingredientes que fizeram o sucesso de GoT: mundos imaginários, séries de época, intriga, política, poder, amor, guerras e traições…. Na mesma HBO ou na Netflix.

Outlander

Baseado nos livros de Diana Gabaldon, Outlander tem como protagonista Caitriona Balfe, uma enfermeira da Segunda Guerra Mundial, que durante a sua lua de mel na Escócia encontra um portal e viaja para o passado, até ao ano de 1743. Aí encontra um jovem guerreiro escocês, Jamie Frasier, e um antepassado do seu marido, o capitão inglês, Jonathan Randall, interpretado pelo ator Tobias Menzies (que por acaso também entrou na Guerra dos Tronos, como Edmure Tully, o herdeiro da Casa Tully de Correrrio). É o ponto de partida pela uma série que já vai na quarta temporada – na TVSéries à quarta-feira, às 23h15 ou no Netflix – com várias trocas temporais, um romance escaldante e muitas batalhas. A boa notícia é que as gravações para a quinta temporada já começaram e já foi assinada uma sexta…


Catch-22

Realizada, produzida e protagonizada por George Clooney, Catch-22 é a mais recente novidade da HBO Portugal e uma das séries mais aguardadas do ano (estreou nos EUA a 7 de maio, no canal Hulu). Baseada no romance satírico de Joseph Heller, esta comédia negra conta as aventuras e desventuras de Yossarian, um soldado da Força Aérea dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial que tenta ser dispensado do serviço militar alegando loucura. Mas, mais do que os alemães, o verdadeiro inimigo de Yossarian (Christopher Abbott) e o seu batalhão, é a burocracia militar, nomeadamente a Catch-22, um artigo que evita que alguém tente fugir de missões de combate (qualquer piloto que peça uma avaliação psicológica na esperança de não ser considerado apto a voar – e assim evitar cumprir perigosas missões de guerra – demonstraria, desse modo, a sua sanidade independentemente do resultado da avaliação).
Entre o drama e a comédia, a série tem diálogos hilariantes, mas se espera ver George Clooney a toda a hora, desengane-se. O ator apenas tem um papel secundário. É que, além de ser um dos produtores executivos, também realizou dois dos seis episódios (os restantes estiveram a cargo de Grant Heslov (produtor de “Argo”, “Nos Idos de Março” e o médico em “Catch-22”) e de Ellen Kuras (realizadora em “Ozark” ou “The Son”). Para ver na HBO.


The Last Kingdom

Inspirada nos livros The Saxon Stories, The Last Kingdom conta a história de Uhtred (Alexander Dreymon), um nobre saxão que perdeu os pais e que é capturado e criado por vikings, tornando-se também ele um guerreiro que anos mais tarde parte na missão de conquistar as terras onde nasceu. A ação passa-se em 872 numa altura em que muitos dos territórios que agora fazem parte do Reino Unido estão invadidos. Só o reino de Wessex se mantém firme a lutar contra os inimigos e Uhtred acaba por aliar-se ao recém-coroado rei Alfred.
A série estreou em 2015 na BBC Two e a segunda temporada já foi coproduzida pela Netflix, onde também poderá ver a terceira série estreada recentemente. Entretanto, foi anunciado que há luz verde para uma nova temporada…


Chernobyl

Com apenas cinco episódios, não podemos dizer que esta série, um dos mais recentes lançamentos da plataforma HBO, vai substituir oito temporadas de Guerra dos Tronos, mas vai certamente prender a sua atenção. Contando (de forma ficcionada) a história do pior acidente nuclear a que o mundo já assistiu, tem uma classificação de 9,6 no IMDB, e um elenco de luxo com nomes como Mad Jared Harris, Stellan Skarsgard e Emily Watson, o que também contribui para que Chernobyl se tenha tornado rapidamente numa das séries mais seguidas do momento.


Years and Years

Mais uma minissérie de seis episódios da HBO que está a tornar-se num fenómeno de popularidade. Uma produção original da BBC que conta a história dos Lyons, uma família comum de Manchester, entre os anos de 2019 e 2034, retratando as mudanças sociais, tecnológicas e políticas de um mundo não muito distante do nosso. Donald Trump foi reeleito para o segundo mandato, houve um conflito nuclear entre a China e os EUA, os filtros do Snapchat são hologramas, as pessoas podem tornar-se transhumanas (e passar a viver sob uma espécie de identidade digital) e o Reino Unido assiste à ascensão de uma política populista, interpretada por Emma Thompson, que promete mudar as coisas de uma forma pouco ortodoxa…


The Bodyguard

Para quem anda distraído, The Bodyguard, foi uma das séries mais elogiadas do ano passado no Reino Unido (e também a série mais vista da última década, com um share de mais de 40%!). Estreou na Netflix Portugal no final do ano passado e conta a história de um veterano de guerra, David Budd, que se torna guarda-costas da ministra do Interior britânica Julia Montague (Keeley Hawes) a principal responsável no país por apoiar os conflitos militares e enviar soldados para o Médio Oriente. Com várias reviravoltas inesperadas, a série envolve-nos numa viciante teia de violência, conspirações, manipulações do governo e terrorismo. Resta dizer que David Budd é Richard Madden, o Robb Stark de Game of Thrones, e que conquistou o Globo de Ouro pelo seu papel neste thriller político, nomeado para Melhor Série Dramática.


Big Little Lies

O que esperar de um original HBO que tem no elenco cinco personagens femininas como Nicole Kidman, Reese Witherspoon, Shailene Woodley, Zoë Kravitz e Laura Dern (“as mães de Monterey”)? Um Globo de Ouro para Melhor Minissérie em 2018 e um sucesso tal que levou o canal a renovar para uma nova temporada, cuja estreia aconteceu no passado dia 10 de junho. A novidade é a participação de Meryl Streep no papel de Mary Louise Wright, mãe de Perry Wright (a personagem interpretada pelo sueco Alexander Skarsgård). A segunda temporada tem sete episódios, a estrear a cada segunda-feira à noite no HBO Portugal.


His Dark Materials

Ainda não tem nome em português, nem data de estreia, mas a nova aposta da HBO (realizada em coprodução com a BBC One) está a ser falada em todo o mundo como a grande substituta da Guerra dos Tronos. “His Dark Materials” baseia-se na trilogia de Philip Pullman, Mundos ParalelosOs Reinos do NorteA Torre dos Anjos e O Telescópio de Âmbar, livros que já venderam 18 milhões de exemplares em todo o mundo.
Lydia Belacqua, protagonizada por Dafne Keen, é uma criança que viaja para o Ártico para encontrar o seu amigo Roger e acaba envolvida num grande mistério relacionado com crianças desaparecidas e a existência de um mundo paralelo, onde todas as pessoas têm o seu daemon, uma parte da consciência ou da alma que existe fora do corpo, e toma a forma de animais falantes.
Talvez se recorde da adaptação ao cinema desta trilogia, em “A Bússola Dourada” (com Nicole Kidman, Daniel Craig e Eva Green)… esta primeira temporada terá oito episódios e já foi renovada para uma segunda. Entretanto, o trailer oficial foi divulgado recentemente, um vídeo de um minuto visto no Youtube por mais de 3 milhões de utilizadores. Promete…


Westworld

Westworld é um parque de diversões para adultos que simula o Velho Oeste e é povoado por androides sintéticos apelidados de “anfitriões”, que atendem aos desejos dos ricos visitantes do parque, sejam eles nobres ou depravados. A verdade é que os visitantes podem fazer o que quiserem dentro do parque, sem seguirem regras ou leis e sem medo de retaliação por parte dos anfitriões. Mas o que poderá acontecer quando estes robôs programados para serem imortais, também se tornam imprevisivelmente humanos? 
Criada por Jonathan Nolan e Lisa Joy, com J.J. Abrams na produção executiva, Westworld é uma série baseada no filme com o mesmo nome de 1973, realizado por Michael Crichton, que conta com a participação de Anthony Hopkins, Ed Harris e Rodrigo Santoro. Cada uma das duas temporadas tem 10 episódios e uma terceira temporada com o ator Aaron Paul já está a caminho.


A Casa de Papel

Criada por Álex Pina para a rede televisiva espanhola Antena 3, a série foi adicionada ao catálogo da Netflix tornando-se num sucesso internacional, o que levou a plataforma de streaming a renovar para uma nova temporada que vai trazer de volta o Professor e os seus cúmplices no assalto à Casa da Moeda de Espanha. Anote a data: 19 de julho é o dia em que vai estrear a terceira temporada de “La Casa de Papel”. Para já pode ver aqui o primeiro trailer.