Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

SÁBADO por C-Studio

Partilhe nas Redes Sociais

Powered by

Unibanco

Comprar online e em segurança

Comprar online e em segurança

Um clique é quanto basta para tratar da lista do supermercado, encontrar o vestido do tamanho certo, ou fazer a reserva de uma viagem. Comprar online é o futuro e não há como resistir a esta tendência. Até porque os meios de pagamento oferecem-nos cada vez mais controlo e segurança.

Sim, é verdade. Ainda há quem não consiga abdicar da experiência de comprar em lojas tradicionais, mas de acordo com um relatório recente do Capgemini Digital Transformation Institute, o número de pessoas que consideram o ato de comprar numa loja física uma atividade frustrante está a aumentar por considerarem que estas não acompanham a mesma conveniência (e resposta instantânea) das lojas online. A explosão da utilização (através dos smarthphones) da internet e das redes sociais à escala global teve como consequência o crescimento exponencial do comércio eletrónico em todo o mundo.

Portugal não foge a esta tendência. No ano passado, 73% dos portugueses já utilizavam regularmente a Internet (contra 48% em 2009), com 36% da população a fazer compras online num valor total de 4,6 mil milhões de euros. A média ainda se situa abaixo da União Europeia, mas estamos todos a remar no mesmo sentido. Os dados são de um Estudo desenvolvido em parceria pela ACEPI – Associação da Economia Digital e pela analista de mercado IDC, que revela que o número de portugueses a comprar online está a aumentar e que os valores mencionados devem praticamente duplicar até 2025, com a transações online a atingir os 8,9 mil milhões de euros.

Sem medos

Com os serviços digitais a constituírem uma prioridade estratégica, a ameaça de ataques e fraudes através das redes digitais é um dos problemas críticos para o setor do comércio online.

Phishing”, “spoofing”, “pharming” são termos ouvidos quando se fala em transações eletrónicas e que podem assustar os clientes bancários. António Boa-Nova, Security Manager da Unicre, refere que as instituições financeiras, como é o caso da UNICRE através da sua marca Unibanco, investem cada vez mais em informação ao cliente e mecanismos de prevenção e segurança, o que “adicionados ao cumprimento de uma série de boas práticas garantem a robustez dos meios necessários, protegendo os utilizadores dos cartões, com o objetivo de fomentar uma boa experiência de compra, seja ela feita presencialmente ou não”.

Se fizer parte dos cerca de três milhões de portugueses que já aderiram ao comércio eletrónico, saiba que tem hoje ao seu dispor diferentes mecanismos que lhe permitem estar cada vez mais salvaguardado ao efetuar pagamentos pela internet. Em primeiro lugar, porque desde 2016 que existem novas regras de segurança para as compras online em sites europeus, definidas pela Autoridade Bancária Europeia (European Banking Authority – EBA), todas elas adotadas pelas instituições financeiras para disponibilizar aos seus clientes condições adicionais de segurança e confiança.

Como se pode ler no site do Banco de Portugall, “as instituições devem ter sistemas fiáveis, resilientes e seguros e adotar as melhores práticas nacionais e internacionais em matéria de segurança” e, entre outras medidas, “implementar procedimentos de autenticação robustos, que permitam verificar de uma forma mais segura a identidade do cliente bancário, como os mecanismos de autenticação forte do cliente (strong customer authentication), no caso dos pagamentos”.

Os cartões Unibanco, por exemplo, “foram pioneiros nesta utilização da autenticação forte na Internet”, explica António Boa-Nova, e têm um conjunto de características e serviços associados de forma a garantir a existência de maior segurança online em todas as transações:

3D Secure – Permite fazer pagamentos online com segurança adicional. Com este serviço pode utilizar os dados reais do cartão em compras realizadas em sites de comerciantes seguros. No ato do pagamento, recebe um código via SMS para introduzir antes de finalizar a compra e que torna todo o processo mais seguro contra fraudes.

MB Net – Com o MB Net poderá gerar cartões virtuais (associados à sua conta, mas de utilização única) e comprar com maior segurança na Internet na aplicação MB Way.

MB Way – Esta aplicação permite associar os seus cartões de crédito ao seu número de telemóvel e assim fazer pagamentos de compras, através do seu smartphone ou tablet, gerando cartões MB NET para compras online.

Cartão Net Net – Um cartão complementar e opcional aos cartões Unibanco, e exclusivo para realizar pagamentos na Internet. Esta solução permite que tenha até três cartões virtuais criados (que podem ser utilizados por exemplo por outros membros da família), podendo pré-definir limites de utilização, o que é uma garantia extra de segurança.

Um serviço de alertas à sua medida

Para reforçar a segurança nas transações dos cartões – na Internet ou nas compras no estrangeiro – e também para maior conveniência dos seus clientes, a Unibanco possui um serviço de alertas, via SMS ou e-mail, que possibilita um maior controlo na utilização dos cartões.

Simples, flexível e gratuito, este serviço permite escolher quais os alertas que pretende receber: do aviso de emissão do seu extrato ou a indicação da data limite de pagamento à percentagem ou valor do limite de utilização atingido, quase tudo é possível.

E no que diz respeito a transações, pode definir, por exemplo, a partir de que montante deseja receber informação das transações efetuadas com o seu cartão ou apenas o valor da última compra efetuada no estrangeiro.

A escolha é de cada um, já que este serviço de alertas é totalmente personalizável. A ideia é que seja uma funcionalidade que pode adaptar ao seu ritmo e às suas necessidades pessoais.

No fundo, o objetivo é proporcionar a informação necessária para que possa ter uma boa experiência e simultaneamente sentir-se seguro e confiante para olhar o comércio eletrónico de forma natural e como algo que vai, sem dúvida, fazer parte do nosso dia-a-dia.

Regras de segurança a não esquecer


Quem compra na Internet deve ter em atenção um conjunto de cuidados. Em primeiro lugar, é crucial certificar-se que está a comprar numa loja segura. Compre apenas em sites de empresas credíveis e com certificações de segurança (páginas identificáveis pelos símbolos do cadeado ou da chave, ou o símbolo da Redunicre). Depois, para confirmar que está numa sessão segura (ou seja, que as comunicações de dados de pagamentos são feitas de forma automática e encriptada), avalie o desenho do cadeado. A comunicação está segura sempre que o cadeado estiver fechado e através de dois cliques, poderá verificar os dados do certificado digital (emitidos por entidades de referência como a APCER, a VeriSign, DigiCert ou a GeoTrust).

Por último, veja se na caixa de endereço do browser (URL), o protocolo usado passou de “http://” para “https://” (SSL – Secure Sockets Layer, tecnologia utilizada pelas maiores lojas de comércio eletrónico mundiais, para garantir a total segurança nos pagamentos efetuados). Depois, respire fundo e faça boas compras!