Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

SÁBADO por C-Studio

Partilhe nas Redes Sociais

Powered by

Unibanco

Diga lá MUU… um restaurante para carnívoros

Diga lá MUU… um restaurante para carnívoros

Em menos de um ano, o MUU conquistou a cidade do Porto com as melhores carnes maturadas e na grelha. A perfeita steakhouse para quem gosta mesmo de carne.

Tudo na grelha e só com uma pitada de sal, que a carne é a estrela e é ela quem tem de brilhar. Carnes de muita qualidade, cortes diferentes, lombo, rib eye, Black Angus, entrecôte, T-Bone ou costeletão… sendo as três últimas maturadas no próprio restaurante, entre 25 e 75 dias. Pormenor interessante, se exceptuarmos o Black Angus, que vem da Austrália, todas as outras carnes são bem portuguesas, porque o nacional também é muito bom.

O MUU abriu há menos de um ano, mas já conquistou as gentes da Invicta pela qualidade da carne e pelo serviço atencioso e caloroso com que recebe os convidados. Não se espante, por isso, se um empregado ocupar um lugar à mesa para lhe explicar melhor este ou aquele prato. Pormenor curioso e bem revelador da filosofia desta steakhouse, onde a decoração em tons quentes, dos tijolos na parede às mesas e cadeiras em madeira, contribui para criar uma atmosfera acolhedora, elegante e moderna. Tudo faz sentido, e tudo conta para uma experiência admirável.

Carne do restaurante Muu, na Rua do Almada, no Porto.

Carne do restaurante Muu, na Rua do Almada, no Porto.

Quem não gosta de carnes provavelmente não terá o MUU como restaurante de eleição, mas não precisa de fugir a sete pés desta casa, pois a carta contempla sempre duas opções não carnívoras nos pratos principais: uma de peixe e outra vegetariana, actualmente interpretados por um bacalhau no País das Maravilhas (no qual o lombo é cozinhado a baixa temperatura e acompanhado por um puré de favas) e pelas Aventuras de Tom Sawyer e a batata-doce (batata-doce, endívia, pak-choi, curgete, milho e feijão-azuqui). Pode igualmente optar pelas saborosas entradas: Buurrata (acompanhada de espinafres, pickles de cebola-roxa, figos e manga), Invasões Campestres (em que brilham os cogumelos eryngii, shitake e portobello), ou Polinésia (gambas e mexilhão com o toque oriental da lima, cebolete, malagueta e leite de coco). Precisamente pela lógica dos pratos principais, as entradas evitam as carnes, excepção feita à Johnny’s Scotch, surpreendente composição crocante de carnes e ovo, criada a quatro mãos pelos dois chefs do restaurante, Gabriel Gil e João Ribeiro. Os mesmos que se esmeraram nas sobremesas – final de refeição que não pode deixar passar em branco, se quiser sair divinalmente satisfeito deste restaurante. O MUU está aberto apenas ao jantar e tem uma classificação bem elevada no Zomato.