Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

SÁBADO por C-Studio

Partilhe nas Redes Sociais

Powered by

Unibanco

Dona Beija, um boteco brasileiro em Lisboa

Dona Beija, um boteco brasileiro em Lisboa

“De samba no pé e dadinho de mandioca na boca”. Foi assim que Dona Beija chegou a Portugal este verão, para dar a conhecer os petiscos típicos do Brasil, acompanhados por um “chope” incrivelmente gelado.

Provavelmente poucos se lembram de “Dona Beija”, uma telenovela da rede Manchete que foi um êxito estrondoso, primeiro no Brasil, e depois em Portugal e que tinha Maitê Proença no papel principal. Foi há quase 30 anos… o que justifica o “esquecimento”. Tudo isto para dizer que uma nova Dona Beija decidiu assentar arraiais em Lisboa, na forma de um restaurante que presta “um tributo à memória e ao sabor brasileiro, às velhas histórias e aos novos encontros”.

Victor Abussafi, brasileiro de gema que há muito se deixou enamorar por Portugal, decidiu matar saudades de casa e trazer as suas memórias até este lado do Atlântico, abrindo bem no coração de Lisboa um “boteco”, o típico bar-tasquinha brasileiro onde os amigos se juntam depois do trabalho para beber um chope, comer petiscos e ficar a conversar até tarde.

Na carta do Dona Beija – sempre para partilhar –, há petiscos cariocas, paulistas ou do nordeste, como a Coxinha de Galinha com Catupiry, o Bolinho de Feijoada ou os famosos Dadinhos de Tapioca com queijo de coalho e geleia de pimenta – cubinhos fritos feitos com leite, queijo coalho e tapioca, acompanhado de molho levemente picante e agridoce. Depois há pratos quentes como o Escondidinho de Carne Seca, a Barriga de Porco Apururacado ou a tradicional picanha grelhada, acompanhada com farofa de bacon, molho chimichurri e batata rústica, e ainda os doces, como o clássico Brigadeiro de Panela ou o Pudim de Leite Condensado, ambos absolutamente obrigatórios.

  • O dadinho de tapioca
    O dadinho de tapioca
  • Capirinha de morango
    Capirinha de morango
  • As famosas coxinhas de galinha com catupiry e os bolinhos de feijoada
    As famosas coxinhas de galinha com catupiry e os bolinhos de feijoada
  • A sala tem um pequeno palco para concertos intimistas e uma tela onde se projetam jogos de futebol.
    A sala tem um pequeno palco para concertos intimistas e uma tela onde se projetam jogos de futebol.
    • O dadinho de tapioca
      O dadinho de tapioca
    • Capirinha de morango
      Capirinha de morango
    • As famosas coxinhas de galinha com catupiry e os bolinhos de feijoada
      As famosas coxinhas de galinha com catupiry e os bolinhos de feijoada
    • A sala tem um pequeno palco para concertos intimistas e uma tela onde se projetam jogos de futebol.
      A sala tem um pequeno palco para concertos intimistas e uma tela onde se projetam jogos de futebol.

      Para além do menu fixo, disponível todos os dias, existe ainda um menu de almoço, de segunda a sexta (9.90 euros, prato com bebida e café) e também sanduíches tradicionais, como a Mercadão, uma dose avantajada de mortadela num pão francês com queijo que vem “diretamente do mercado municipal de São Paulo para sua mesa”. E aos fins-de-semana a boa surpresa é a famosa Feijoada Brasileira (12.90 euros por pessoa), servida durante toda a tarde.

      Depois, a par dos petiscos que nos transportam para o calor do Brasil, há as caipirinhas de fruta – lima, limão, kiwi, manga ou morango. Ou as caipirinhas inventadas na casa, de manga e limão, de morango e coco e de melancia e framboesa. E ainda sangrias e cervejas a pressão, que aqui dão pelo nome de “choppinho”, é claro!

      Por último, falta falar da “agenda cultural” de Dona Beija, que todas as quintas e sábados recebe concertos intimistas de artistas como Micheline Cardoso & Bossa Nossa Trio ou Samba Que Te Canto, e das cadeiras-baloiço junto à janela, para quem quiser embalar mais depressa…

      O Dona Beija está aberto segunda-feira, das 12h às 15h; terça a quinta, das 12h às 15h e das 18h às 00h; sexta e sábado, das 12h às 02h; e domingos, das 17h00 às 23h. Tel. (+351) 21 35 70 135