Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

SÁBADO por C-Studio

Partilhe nas Redes Sociais

Powered by

Unibanco

Gadgets fora da caixa na CES 2019

Gadgets fora da caixa na CES 2019

De ecrãs dobráveis a sanitas inteligentes e sensores de bexiga. As novidades que não estava à espera de ver na maior feira de tecnologia do mundo.

A CES mal tinha aberto as portas em Las Vegas quando uma notícia começou a correr mundo: às portas da feira um carro, em condução autónoma, atropelou um robot. Aparentemente, um grupo de robots publicitários seguia para o salão quando um deles se desviou do caminho, entrou na estrada e foi atropelado por um Tesla que seguia em modo de condução autónoma – algo totalmente legal neste Estado americano (a condução, não o atropelamento). Parece que o robot sofreu ferimentos muito graves, vindo a “falecer” mais tarde, como referiu o responsável pela empresa Promobot. Enquanto isso, a net era inundada por comentários e suspeitas de que tudo não tinha passado de um golpe publicitário da empresa. Se foi, surtiu efeito…

O mundo está definitivamente a mudar e a CES (Consumer Electronics Show) é sem dúvida o lugar para assistir de camarote a essas transformações. Sendo a maior feira de tecnologia tornou-se palco de eleição para as grandes empresas do setor apresentarem as novidades que, este ano, estavam relacionadas essencialmente com televisões 8K, telemóveis 5G, e inteligência artificial – ou a falta dela, nalguns casos.

Seguramente inteligente, e esperamos nada artificial, é a LG HomeBrew. Trata-se de uma máquina de fazer cerveja em casa, de 5 litros, numa altura em que a cerveja artesanal está tão na moda. A grande vantagem da máquina da LG é que recorre a cápsulas, tal e qual como se fosse uma máquina de café. Infelizmente vai continuar ter de esperar duas semanas até a cerveja estar pronta, mas fora isso o processo torna-se enormemente mais simples – e parece que vai valer a pena a espera, porque as cápsulas foram desenvolvidas em conjunto com a Muntons, uma centenária empresa britânica de maltes. Para já a Home Brew oferece cinco sabores diferentes à escolha.

Já um bom exemplo de um produto inteligente e conectado que pode realmente ajudar a melhorar a vida das pessoas chega-nos pela Dfree. Trata-se de um aparelho que analisa os movimentos da bexiga, prevenindo antecipadamente quando é hora de ir à casa de banho. O Dfree (o D vem de diaper, ou fralda) pode, por exemplo, ajudar quem estiver acamado, avisando o cuidador, ou então milhões de incontinentes que podem assim dispensar as fraldas, levando uma vida mais digna, autónoma e amiga do ambiente.

No reino dos smartphones, a grande expectativa era que a Samsung apresentasse o seu Galaxy “Folding”, um telemóvel radicalmente novo, dobrável, do qual levantou o véu no final do ano passado, mas este nunca chegou a aparecer – pelo menos não oficialmente. Assim, foi uma desconhecida, a Royole quem dominou todas as atenções. A empresa chinesa apresentou então a sua versão do FlexPai que, como já está à venda na China, se tornou no primeiro telemóvel com ecrã dobrável a ser comercializado. Não será seguramente o último, porque não é só a Samsung que tem um destes na manga.

Por falar em ecrãs dobráveis, a LG apresentou a Signature Oled Tv R, uma televisão com um ecrã que se “enrola” na barra de som, podendo ficar invisível, parcialmente visível (revelando funções como o tempo, música, etc), ou revelar a plenitude do seu ecrã de 65 polegadas. Foi muito provavelmente a televisão mais impressionante da feira, apesar de ser das poucas que não apresentava uma resolução de 8K – que os fabricantes parecem decididos a vender-nos, mesmo que o resto do mundo ainda esteja a tentar apanhar o 4K.

Como existem hoje mais de 10 000 produtos no mercado com os quais podemos falar, ninguém estranha que esta continue a ser uma das categorias de produto mais relevantes na CES, sobretudo porque a maioria das novidades suporta já mais do que um assistente pessoal ao mesmo tempo: Alexa da Amazon e Google Assistance à cabeça, mas também Bixby da Samsung e Siri da Apple.

Foram muitas as colunas, auscultadores, relógios, frigoríficos, lâmpadas e até chapéus de sol apresentados, mas nenhum suplanta este WC da Kohler. Uma sanita inteligente, que abre e fecha a tampa a pedido, passa música, oferece uma variedade de cores para criar ambiente, aquece o assento e ainda nos limpa, com jatos de água localizados – e seca depois. Tudo controlado por voz. Fundamental para qualquer casa, e sobretudo para quem tem uma LG HomeBrew na cozinha.