Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

SÁBADO por C-Studio

Partilhe nas Redes Sociais

Powered by

Unibanco
Noite das lanternas flutuantes Noite das lanternas flutuantes

Noite das lanternas flutuantes

Noite das lanternas flutuantes

A primeira Lantern Floating Night de Lisboa está quase a chegar. No sábado, dia 16 de fevereiro, centenas de lanternas vão flutuar no lago do Espaço Espelho d’Água, em Belém, iluminando o rio Tejo, num momento único.


Publicado em 14-Fev-2019

Depois de uma semana muito romântica, Lisboa continua em clima de festa. O lago do Espaço Espelho d’Água, em Belém, mesmo ao lado do Padrão dos Descobrimentos, vai iluminar-se com centenas de lanternas flutuantes durante o primeiro Lantern Floating Night da cidade, marcado para dia 16 de fevereiro.

Este momento, com tanto de luminoso como de espiritual, tem como objetivo dar eco aos sonhos e às esperanças de cada pessoa. Pelo menos é assim que a organização We are Happy from – Be Happy Events que tem realizado eventos semelhantes em diversas cidades mundiais, apresenta esta largada de lanternas, com início marcado para as 18h30.

Quem quiser participar deve ir ao site e comprar a própria lanterna (custam 10 euros e segundo a organização são “100% amigas do ambiente”), podendo escrever nela uma mensagem pessoal e inspiradora. Se já não for a tempo de participar, apareça apenas para assistir… e porque não também pedir um desejo?

As lanternas serão distribuídas aos participantes entre as 17h15 e as 18h15 e a largada acontece durante uma hora a partir das 18h30.

Este evento é inspirado nos famosos Festivais das Lanternas que se realizam um pouco por toda a Ásia. Com mais de dois mil anos de história, é uma das festas tradicionais mais importantes na China – e o auge das festividades de Ano Novo –, realizando-se sempre no 15º dia do primeiro mês do calendário lunar (este ano a 19 de fevereiro). Um pedido de bênção espiritual para uns, uma reverência a Buda para outros ou ainda uma forma de guiar os espíritos dos que morreram ao mundo espiritual, estes festivais de luzes são sempre uma experiência única, e memorável.

  • Festival das Lanternas Flutuantes na praia de Ala Moana em Honolulu, no Hawaii
    Festival das Lanternas Flutuantes na praia de Ala Moana em Honolulu, no Hawaii
  • Toro Nagashi (literalmente “Lanternas flutuantes”) é uma cerimónia japonesa que se realiza em homenagem aos ancestrais
    Toro Nagashi (literalmente “Lanternas flutuantes”) é uma cerimónia japonesa que se realiza em homenagem aos ancestrais
  • Mãe e filhas exibem as lanternas flutuantes que vão lançar no Toro Nagashi
    Mãe e filhas exibem as lanternas flutuantes que vão lançar no Toro Nagashi
  • "The Lantern Festival", em Montreal, uma tradição que na China remonta à Dinastia Han (206 a.C.-220 d.C.)
  • Festival das lanternas Yi Peng, em Chiang Mai, na Tailândia. O Yi Peng marca o final da época de chuvas, e presta homenagem a Buda
    Festival das lanternas Yi Peng, em Chiang Mai, na Tailândia. O Yi Peng marca o final da época de chuvas, e presta homenagem a Buda
    • Festival das Lanternas Flutuantes na praia de Ala Moana em Honolulu, no Hawaii
      Festival das Lanternas Flutuantes na praia de Ala Moana em Honolulu, no Hawaii
    • Toro Nagashi (literalmente “Lanternas flutuantes”) é uma cerimónia japonesa que se realiza em homenagem aos ancestrais
      Toro Nagashi (literalmente “Lanternas flutuantes”) é uma cerimónia japonesa que se realiza em homenagem aos ancestrais
    • Mãe e filhas exibem as lanternas flutuantes que vão lançar no Toro Nagashi
      Mãe e filhas exibem as lanternas flutuantes que vão lançar no Toro Nagashi
    • "The Lantern Festival", em Montreal, uma tradição que na China remonta à Dinastia Han (206 a.C.-220 d.C.)
    • Festival das lanternas Yi Peng, em Chiang Mai, na Tailândia. O Yi Peng marca o final da época de chuvas, e presta homenagem a Buda
      Festival das lanternas Yi Peng, em Chiang Mai, na Tailândia. O Yi Peng marca o final da época de chuvas, e presta homenagem a Buda