Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
O combate ao plástico começa em casa O combate ao plástico começa em casa

O combate ao plástico começa em casa

O combate ao plástico começa em casa

É um dos materiais que mais contamina e ameaça o planeta. É preciso mudar comportamentos. Deixamos alguns conselhos para não termos um planeta de plástico.


Publicado em 15-Abr-2019

O plástico é uma praga dos nossos dias. Dados do Parlamento Europeu e da ONU apontam para que 80% de todo o lixo marinho é composto por plásticos, os quais afetam várias espécies marinhas e prejudicam a saúde dos humanos, que consomem precisamente essas espécies.

O que se faz às pragas? Combatem-se! Foi isso que o Parlamento Europeu fez recentemente, proibindo a venda de produtos de plástico de utilização única na UE – pratos, talheres, cotonetes, palhinhas… – a partir de 2021.

Em Portugal, especificamente, empresas, Estado, autarquias ou grandes superfícies, que se preocupam cada vez mais com a sustentabilidade, estão a adotar medidas para reduzir a utilização de plástico. No caso do Governo, para dar um exemplo, promove-se a redução de produtos deste material através de incentivos fiscais para quem tem práticas “verdes” e com taxas para os que têm comportamentos mais poluidores.

Apesar deste trabalho mais coletivo, a maior consciência ambiental pertence ao cidadão comum, que, no dia a dia, adota medidas para combater a utilização excessiva do plástico, protegendo assim o futuro do planeta e de todos nós. Pequenos gestos fazem toda a diferença, por isso, deixam-se aqui dez conselhos para reduzir o consumo de plástico e que estão ao alcance de cada um.

Leve um saco de pano ou de papel quando for às compras

Com este comportamento protege o ambiente e poupa dinheiro. Um saco de plástico pode demorar centenas de anos a degradar-se.

Sumo sim, mas feito no espremedor em casa

A moda pegou em muitos supermercados e hipermercados e as máquinas de espremer laranjas estão por todo o lado. Qual é o problema deste delicioso sumo? É colocado em garrafas de plástico!

Prefira recipientes reutilizáveis

Sempre que possível, compre alimentos a granel. Um exemplo: os frutos secos, como nozes, amêndoas, avelãs, pinhões, entre outros, podem ser comprados a granel, enchendo-se um saco ou recipiente reutilizável. Faça-o e abdique da embalagem.

Deixe de consumir pastilhas elásticas

Se gosta de mascar pastilhas elásticas, é melhor considerar deixar de o fazer. É que, basicamente, adicionando-se aos sabores e corantes… está também o plástico.

Abdique das garrafas de plástico

Passe a utilizar garrafas de vidro (ou canecas). Na empresa ou em casa, opte por beber água desta forma. As garrafas de plástico são dos produtos mais nocivos para o planeta.

Utilize escovas de dentes ecológicas

As escovas de dentes são feitas de plástico, demorando centenas anos a decomporem-se. As escovas de dentes nem devem ser colocadas no ecoponto amarelo, mas sim no lixo indiferenciado. As escovas feitas de bambu são uma excelente alternativa e mesmo não estando à venda em todo o lado, também não se está a encontrar uma agulha num palheiro. Também se recomenda a utilização de cotonetes com cabo de papel.

Deixe o isqueiro de lado

Os isqueiros são igualmente daqueles produtos que demoram décadas a decomporem-se nos aterros sanitários. Passe a utilizar fósforos.

Lâminas de barbear com recargas

Utilize lâminas de barbear que sejam recarregáveis e não descartáveis. Caso não se dê bem com este tipo de lâminas, existem sempre as máquinas de barbear.

Talhares: só de metal…

É cómodo em aniversários e outras celebrações que envolvam muitas pessoas, utilizar talheres de plástico mas não são, de todo, uma boa opção para o ambiente.

… e palhinhas nem pensar

À semelhança dos talheres de plástico, o Governo português tem como objetivo acabar com as palhinhas, os copos de plástico, e não só, já no próximo ano. Boa iniciativa. Antecipe-se à medida e compre uma palhinha de metal para levar sempre na carteira. Da próxima vez que pedir uma bebida fora de casa, lembre-se de deixar o alerta de que não precisa da habitual palhinha de plástico.