Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa

Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa

Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa

Óculos, um anel e auscultadores, tudo compatível com Alexa, para que o assistente virtual da Amazon nos acompanhe para todo o lado.


Publicado em 18-Nov-2019

A Alexa, da Amazon, é um dos mais populares assistentes virtuais no mercado, presente em inúmeras colunas inteligentes, videoporteiros, sistemas de alarme, luzes, tomadas, e até em fogões inteligentes que podem definir qual o tempo ideal para cozinhar um qualquer alimento.

Há inúmeras oportunidades de interação com o sistema, mas isso é dentro de casa, porque lá fora está muito pouco presente, especialmente se compararmos com o seu principal concorrente, o Google Assistant, que anda sempre connosco no telemóvel – ou com a Siri, da Apple. Esta falha é o seu principal calcanhar de Aquiles, que a Amazon procura agora colmatar com uma série de novos gadgetswearables, como o novo anel preto, em titânio, chamado Echo Loop com duas colunas integradas. Os utilizadores só precisam de carregar no botão para pedir à Alexa a lista de supermercado, adicionar lembretes, ligar para determinado número, calcular uma gorjeta num restaurante, por exemplo, ou saber até se a porta de casa ficou bem fechada. Isto se a porta estiver ligada a um sistema inteligente, bem entendido. Ou seja, desempenha basicamente as mesmas funções das colunas em casa, mas no dedo.

  • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
  • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
    • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
    • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco

      Com o Loop, a famosa expressão “Talk to the hand” ganha um novo significado, já que temos literalmente de colocar o anel em frente à boca para falarmos – embora desta vez, e tecnicamente, a mão vá ouvir mesmo. Para escutar as mensagens, é só juntar a mão ao ouvido, porque as mensagens são destinadas a um par de ouvidos apenas.

      O Loop é à prova de água, pelo que pode lavar as mãos sem medo, e a bateria dura para cerca de um dia de utilização, embora não possuam nenhuma funcionalidade de fitness ou saúde, como sensores de movimento ou um pulsímetro, como existem noutros anéis inteligentes (apesar de estes também não oferecerem esta nova interação obviamente).

      • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
      • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
        • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
        • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco

          Para já, o anel está disponível apenas “por convite”, o que significa que qualquer um se pode candidatar, mas nem todos serão escolhidos para poder comprar um – e nesta fase o Loop tem um custo de 130 dólares. Mais tarde serão 180. Diferentes também, os Echo Frames são um par de óculos de ver mas que oferecem colunas e microfone, pelo que permitem realizar chamadas ou receber alertas. E são compatíveis com a maioria das lentes “normais”, de prescrição médica, pelo que pode levar a uma ótica e pedir para ajustar as lentes a estas novas armações. As colunas estão localizadas na parte lateral e mais uma vez o som é direcionado apenas para os seus ouvidos. Além disso, ao contrário por exemplo dos óculos que a Google apresentou aqui há um par de anos, estes Frames não possuem câmaras, logo não fazem gravações de vídeo nem tiram fotografias, minimizando assim muitos dos receios de privacidade que se levantaram aquando do lançamento dos Google. Minimizam, mas não eliminam, como se apressou a informar uma associação inglesa para a defesa de privacidade, Big Brother Watch, alertando para a possibilidade de gravações áudio, incluindo “contra” o próprio utilizador.

          • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
          • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
            • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
            • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco

              Como com qualquer outro wearable, um gadget que usamos no corpo, o conforto e a estética são fatores tão determinantes como as próprias funcionalidades – se não mais – e neste capítulo os Frames destacam-se com o seu look limpo e elegante, o que é meio caminho andado para o sucesso. O outro meio, pelo menos em Portugal, poderia ser dado com o reconhecimento da língua de Camões, o que infelizmente não acontece e, por isso, todas as instruções terão de ser dadas em inglês.

              • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
              • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
                • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
                • Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco

                  Já o Loop, o anel, parece ter um tamanho um pouco excessivo, embora seja bastante leve, e como se sabe, há quem goste especialmente de anéis grandes, pelo que será naturalmente uma questão de gosto. A completar este trio de wearables Echo, ficam a faltar os earpods, os Echo Buds que basicamente funcionam tal e qual como umas colunas Echo para casa, só que para serem usadas dentro dos ouvidos, na rua. E com sistema de redução de ruído da Bose, para garantir um som cristalino mesmo no meio das buzinadelas do trânsito ou dentro de um túnel de metro. Entre as novidades apresentadas estão ainda umas novas colunas Echo Studio, que a Amazon diz serem as Echo “com o melhor som de sempre, e as primeiras colunas inteligentes a oferecer um som tridimensional imersivo, com o Dolby Atmos”,  ou umas novas smartspeaker míni, para serem ligadas diretamente a uma tomada de parede, as Echo Flex. Contudo, foram os wearables a roubar todas as atenções, resta agora saber se serão suficientemente apelativos para alguém deixar de utilizar as aplicações da Google ou da Apple no telemóvel.

                  Amazon apresenta uma nova geração de wearables para Alexa | Unibanco
                  A nova gama Echo da Amazon

                  A nova gama Echo da Amazon