Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
Cinco hábitos para ser promovido Cinco hábitos para ser promovido

Cinco hábitos para ser promovido

Cinco hábitos para ser promovido

Quer ser promovido? Desenvolva estes cinco hábitos, porque são mais importantes do que o talento


Publicado em 06-Abr-2020

Em quase todas as empresas existem empregados perfeitos. Pessoas que nasceram para ser promovidas, que sabem sempre o que dizer e o que fazer, mesmo antes de ser necessário. Que se focam na resolução dos problemas, nunca em os levantar, que têm uma aptidão especial para resolver conflitos, e que estão sempre lá, no local certo, à hora certa.

A boa notícia é que você pode ser uma dessas pessoas. E nem sequer é uma tarefa particularmente complicada, ou um segredo de Estado. Basta, aliás, começar por desenvolver estes cinco hábitos que as empresas muito valorizam.

1. Seja sempre pontual. Em tudo

Chegar a horas e entregar os trabalhos dentro do prazo passa uma mensagem muito importante à empresa: que é uma pessoa organizada, em que se pode confiar e com quem se pode contar. Que honra os seus compromissos com clientes, colegas e superiores. Pelo contrário, quem, por exemplo, chega invariavelmente atrasado às reuniões revela que não respeita nem o seu tempo nem o dos outros, e nenhum chefe gosta disso. Aliás, num país como o nosso em que os atrasos são um problema crónico, cumprir este hábito ainda o/a evidencia mais dentro da organização. Sobretudo se trabalhar para uma multinacional.

Cinco hábitos para ser promovido | Unibanco

2. Preste atenção ao que o seu chefe valoriza

Não se trata apenas do chefe direto, mas do chefe do chefe e, no abstrato, da cultura empresarial. Isto revela interesse, motivação e alguém que está pronto a aprender as skills necessárias para poder vir a tomar decisões. Pode até implicar, por vezes, participar em reuniões que não estão diretamente relacionadas com o seu trabalho, mas não se acanhe, e se os colegas o acusarem de dar graxa ao chefe não se preocupe, pois sabe bem que não é disso que se trata.

Trabalhe também a sua atitude para se focar na resolução dos problemas. Não seja o “Calimero” da empresa, aquela pessoa sempre pronta a queixar-se de tudo e mais alguma coisa. Utilize um vocabulário positivo, com inferiores e superiores, pois não há nada de mais contagiante do que uma atitude negativa perante os problemas.

3. É fundamental trabalhar com ética

Algumas pessoas têm um talento natural para se relacionarem, mas mesmo para quem não possui essa empatia é relativamente simples compensar com alguma atenção dada às necessidades dos outros, o que motiva colegas, e quais as suas preocupações. A maioria dos empregados, na verdade, admite que um dos fatores mais importantes para a satisfação no trabalho é o reconhecimento.

Além disso, em qualquer organização é fundamental que os empregados trabalhem bem em equipa(s) e quem respeita os colegas e a todos trata de uma forma justa está numa posição privilegiada para atingir esse objetivo.

4. E trabalhar arduamente

Para atingir o sucesso, já dizia Thomas Edison, são necessários “10% de inspiração e 90% de transpiração”. Ou seja, cumprir os mínimos não leva ninguém até ao topo e não há nada que substitua o trabalho árduo. Para isso, é necessária muita disciplina e exigência para connosco, porque não será fácil terminar todas as tarefas a tempo, sem desculpas nem facilitismos, e para pôr os nossos objetivos à frente das necessidades do momento. Mas só assim conseguiremos atingir todo o nosso potencial e os nossos objetivos.

Henry Ford, o fundador da marca de automóveis, disse-o ainda melhor: “Quanto mais trabalhar, mais sorte terá.”

Cinco hábitos para ser promovido | Unibanco

5. Cuide de si

Escolha ser aquela pessoa que tem energia ao longo de todo o dia, e continuará a ter se for necessário fazer um esforço extra.

Se reparar bem, todos os especialistas em “bola” avançam, como segredo para o sucesso e longevidade de Cristiano Ronaldo, o seu compromisso diário e inflexível com o bem-estar e a aptidão física. Isto é válido mesmo para quem não vive do desporto, porque ninguém aguenta (muito tempo pelo menos) trabalhar a batatas fritas e hambúrgueres regados com café.

É fundamental ter o máximo de cuidado com a alimentação, com as horas de sono e de descanso, e com o exercício físico. Pratique de preferência pela manhã, para chegar ao trabalho com as pilhas no máximo, e faça pequenas pausas ao longo do dia, até para que o cérebro recarregue. Há que reconhecer  ̶  quem não estiver a 100% dificilmente vai conseguir dar 100%.