Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
Páscoa 2020: em família, remotamente Páscoa 2020: em família, remotamente

Páscoa 2020: em família, remotamente

Páscoa 2020: em família, remotamente

A Páscoa é tradicionalmente passada em família, mas o que fazer num ano em que se fala mais de quarentena do que em Quaresma?


Publicado em 09-Abr-2020

Em anos passados, a Páscoa era a altura em que milhares de portugueses saiam das suas casas e percorriam o país de uma ponta à outra, tudo para se reunirem com a família. Em 2020, isso deixou de ser uma opção, e nem sequer podemos sair do nosso concelho – e mesmo quando as casas ficam a poucas centenas de metros de distância o isolamento social continua a ser de rigor. Felizmente, existem alternativas e isolamento não é necessariamente sinónimo de solidão, por isso aqui ficam algumas ideias para ultrapassar a distância.

Jantar e almoço em família

E que tal reunir a família à mesa? Não à mesma, naturalmente. Cada ramo familiar em sua casa, mas unidos pela tecnologia. Já lhe falámos de algumas aplicações de videoconferência, mas aqui fica um resumo do mais importante:

Páscoa 2020: em família, remotamente | Unibanco

WhatsApp – É uma das aplicações mais utilizadas no mundo e provavelmente a forma mais fácil de juntar a família, pois todos estarão familiarizados com o programa e não será necessário qualquer instalação. Mas tem um limite, pois só permite até quatro participantes ao mesmo tempo. Para si é um problema?
Zoom – É a app mais falada desde que metade do mundo entrou em teletrabalho. É user-friendly, customizável, e apenas obriga a que um dos participantes tenha a aplicação instalada. Os outros são convidados via e-mail e só têm de carregar no link. Ao contrário do WhatsApp não terá qualquer problema em juntar toda a gente mas, por outro lado, a conta grátis tem um tempo de duração máxima por chamada de 40 minutos. Poderá sempre reiniciar o processo, mas já quebrou a conversa. Ou então pagar os 15 euros por mês para fazer o upgrade.  
Skype – O Skype está disponível para qualquer plataforma e tem a vantagem de não ter qualquer limite na duração. Pode juntar até 50 pessoas e por isso não deverá ter qualquer problema, por muito numerosa que seja a família, até porque na prática não são 50 pessoas, mas 50 mesas.

Com a mesma comida

Nada como partilhar a mesma refeição para se sentirem à mesma mesa. É diferente quando um come cabrito assado, outro pizzas com alcachofras e outro ainda wraps de alface vegetarianos… Neste caso, uma excelente ideia será partilharem a mesma receita. Deixamos-lhe algumas das tradicionais:

Folar do chef Fábio Alves, do restaurante SUBA, Palácio Verride

Páscoa 2020: em família, remotamente | Unibanco

Ingredientes
1 kg de farinha, 12 ovos, 100 g de manteiga, 150 g de banha de porco, 30 g de azeite, 30 g de fermento de padeiro, sal q.b., 5 ml de aguardente, 300 g de presunto, 200 g de linguiça, 200 g de salpicão.

Preparação
Colocar os ovos em água morna, derreter a manteiga e a banha e dissolver o fermento com um pouco de água morna, juntamente com a aguardente.
Num recipiente, pôr a farinha, fazer uma cavidade e adicionar o fermento, a banha e a manteiga, envolver tudo e, por fim, adicionar os ovos, polvilhar uma bancada com farinha, e deitar para lá o preparado. Amassar e trabalhar de uma forma energética a massa, polvilhando com farinha se necessário. Quando a massa já não se agarrar à bancada, nem as mãos, está pronta.
Ligar o forno a 50° e colocar lá a massa a levedar, tapada com um pano, por aproximadamente 1 hora e 30 minutos (o ideal do ponto de levedura é a massa crescer o dobro da forma inicial).
Em seguida, dividir a massa em duas partes iguais, esticar com a mão, juntar os enchidos cortados em cubos, enrolar a massa, pôr no tabuleiro e levar ao forno a levedar mais 30 minutos.Pincelar com ovo e levar ao forno a 180° durante aproximadamente 1 hora.

Borrego estufado com cuscuz do chef Hermínio Costa, do restaurante Egoísta

Páscoa 2020: em família, remotamente | Unibanco

Ingredientes
1,5 kg de borrego, 1 cebola, 3 dentes de alho, alho-francês, cenoura, salsa, louro, tomilho, alecrim, pimenta, malagueta, tomate, azeite, banha, sal, vinho branco e presunto.

Preparação
Partir o borrego em bocados e corar em banha. Fazer um refogado com azeite, presunto, cebola e alho picado, cenoura às rodelas, alho-francês laminado e tomate aos bocados. Deixar corar e refrescar com vinho branco. Adicionar à carne o sal, a salsa, o louro, o alecrim, a malagueta, a pimenta e o tomilho. Tapar. Acrescentar água aos poucos até cozer. Retificar temperos.

Para os cuscuz de legumes com frutos secos

Ingredientes
7 dl de água, 500 g de cuscuz, 4 colheres de sopa de azeite, sal, pimenta, manteiga, ervilhas, tomate, alperces, amêndoas tostadas, sultanas, corintos e salsa.

Preparação
Pôr a água ao lume com o azeite e o sal. Quando ferver, retirar do lume e juntar os cuscuz. Mexer. Deixar repousar 3 minutos até a água ser totalmente absorvida. Levar de novo ao lume brando ou banho-maria, juntar 2 colheres de sopa de manteiga, mexer, adicionar tomate cortado em pequenos cubos, ervilhas previamente cozidas, corintos, amêndoas tostadas, sultanas e alperces laminados. Salpicar com salsa picada.
Pode dar um toque diferente ao cuscuz acrescentando uma pitada de canela em pó ou açafrão.

Receita tradicional de folar da Páscoa do chef Micael Valentim, Martinhal Sagres

Páscoa 2020: em família, remotamente | Unibanco

Ingredientes
500 g de farinha, 100 g de manteiga, 15 g de fermento de padeiro, 3 colheres de sopa de açúcar, 2 ovos frescos, 2,5 dl de leite, 1 colher de café de sal fino, 1 colher de café de erva-doce em pó, 1 colher de café de canela, 1 ovo cozido (com casca).

Preparação
Comece por dissolver o fermento de padeiro num pouco de leite morno e com 100 g de farinha (tirado ao valor total da receita), 1 colher de açúcar (também do valor da receita) e amasse muito bem. Deixe essa massa levedar durante 30 minutos num local quente. Amasse a restante farinha com os ovos, o açúcar e o leite até obter uma massa bastante leve. Adicione o sal, a erva-doce e a canela e misture tudo muito bem. Junte a massa que preparou anteriormente com o fermento. Amasse muito bem até a massa se desprender das mãos e do alguidar em que foi preparada. Cubra a massa com um pano e envolva o alguidar com um cobertor. Deixe levedar durante 2 a 5 horas em sítio aquecido. A levedura vai depender da temperatura a que é colocada a massa. Molde a massa (já levedada) achatando-a um pouco, coloque sobre ela o ovo cozido e prenda o ovo com duas tirinhas de massa cruzada. Pincele com gema de ovo e leve ao forno aquecido a 180 °C durante 35 a 40 minutos.

Cabrito do chef Miguel Castro e Silva, no livro a Cozinha de…

Páscoa 2020: em família, remotamente | Unibanco

Ingredientes
1 cabrito com cerca de 5 kg, 5 dentes de alho (cerca de 50 g), 1 colher de sopa de colorau, 5 colheres de sopa de azeite, 3 colheres de sopa de banha, 4 folhas de louro, 50 ml de vinho branco e 50 g de sal grosso.

Preparação
Prepare uma pasta com alho, colorau, azeite, banha, louro e sal. Lave bem o cabrito e barre-o por dentro e por fora com essa pasta. Reserve no frigorífico, tapado, cerca de 4 horas no mínimo, ou de um dia para o outro. Coloque o cabrito numa assadeira e leve ao forno a 160 °C entre 1h e 1h30. A meio da assadura, regue com o vinho e um pouco de água. Lave e coza as batatas com pele, em água com sal. Descasque as batatas e leve a alourar num pouco da pasta que usou para barrar o cabrito. Coloque na assadeira, ao lado do cabrito, nos últimos 10 minutos de forno.

Caça aos ovos

Páscoa 2020: em família, remotamente | Unibanco

Não há nada que as crianças mais adorem na Páscoa do que uma boa caça aos ovos. Organizem as vossas, transmitindo live, obviamente. Para adquirir os “produtos”, a Arcádia e a Regina juntaram-se numa parceria com a Uber Eats criando um pack “Páscoa Solidária”, no valor de 20 euros, com saquetas de amêndoas Arcádia e um kit de caça aos ovos da Regina. E é solidário porque as duas marcas vão oferecer amêndoas e chocolates aos profissionais de saúde nos hospitais de São João, Santo António e Pedro Hispano.

Celebração religiosa

A Páscoa é, por tradição, uma celebração religiosa. Crucificação e morte de Cristo na sexta-feira, Ressurreição no domingo. Se a sua família mantém estas tradições, pode desta vez assistir à missa celebrada pelo Papa Francisco que, na sexta, lê meditações escritas por prisioneiros das prisões de Pádua.  Pode ainda conhecer tudo o que a sua diocese tem preparado nas suas páginas da Internet.