Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
Queijo e vinho, um vínculo especial Queijo e vinho, um vínculo especial

Queijo e vinho, um vínculo especial

Queijo e vinho, um vínculo especial

O queijo e o vinho são dois dos maiores e melhores sucessos da humanidade, na transformação daquilo que a natureza nos oferece.


Publicado em 21-Jan-2020 por José Miguel Dentinho, jornalista

Afinal, existem há tantos anos que é praticamente impossível saber a sua origem. Depois, abrangem um mercado de consumo que aumenta com o crescimento da população humana à face da Terra. Por fim, cheiram, têm sabor, dão prazer. E juntos podem conjugar-se em parcerias ainda mais tentadoras para os sentidos. Eis algumas sugestões de vinhos para queijos.   

Pinhel Grande Escolha 2018

Vinho elegante e fresco, produzido pela Adega Cooperativa de Pinhel na região da Beira Interior, com uvas da casta Síria, tem alguma untuosidade na boca e um final longo e duradouro. Servir aproximadamente a 12 ºC na companhia de pratos de peixes gordos e queijos. Experimente-o na companhia de um camembert ou de um brie

Queijo e vinho, um vínculo especial | Unibanco

Invisível Branco 2018

Produzido pela Ervideira no Alentejo, com lotes de talhões diferentes da casta Aragonês, vindimadas em períodos distintos, é elegante e fresco, com aromas marcados pelas notas citrinas e de frutos vermelhos. Na boca tem algum volume e elegância, num vinho feito para ser parceiro de comida. Uma das suas vantagens é a sua plasticidade, pois tanto acompanha bem queijos, presuntos e chouriços como pataniscas ou amêijoas à Bulhão Pato, por exemplo. Servir entre os 6 e os 8 ºC na companhia de queijos secos, como aqueles que são postos na mesa para o início de refeição, ou queijo de S. Jorge.  

Queijo e vinho, um vínculo especial | Unibanco

Mythos Tinto 2017

Produzido pelo Casal da Coelheira na Região Tejo, este tinto, recentemente galardoado com uma Grande Medalha de Ouro no Concurso do Crédito Agrícola, tem uma cor escura profunda e um aroma em que se sente o fruto complexo e algumas notas de barrica bem casada. Boca ampla, num vinho com estrutura e boa acidez. Servir a 17 ºC na companhia de pratos de carnes vermelhas e queijos de pasta mole.  

Queijo e vinho, um vínculo especial | Unibanco

Quinta da Alorna Colheita  Tardia Branco 2014

Produzido a partir de uvas da casta Fernão Pires colhidas em estado de sobrematuração, é um vinho no qual se salientam, no aroma, algumas notas florais e de fruta madura, além de mel e amêndoa. Na boca tem frescura e alguma doçura. É grande companhia para queijos de cabra, especialmente se forem gratinados no forno e temperados com uma colher de mel por cima, mas também de alguns queijos azuis. 

Queijo e vinho, um vínculo especial | Unibanco

Vinho do Porto Taylors LBV 2014

Este vinho do Porto mostra, no nariz, um aroma complexo em que se salientam notas florais, morango, ameixa preta e alguma compota.  Na boca, mostra taninos firmes, mas bem integrados e um final longo e persistente, no qual também se sentem aromas da fruta. Com um queijo azul, seja um britânico stilton, um espanhol cabrales ou um francês roquefort, por exemplo, os Portos LBV despertam os sentidos para um final do mesmo vinho com um simples bolo de chocolate, com crosta do mesmo. São ligações que vale mesmo a pena experimentar.

Queijo e vinho, um vínculo especial | Unibanco