Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Unibanco
Um vinho do Dão Único Um vinho do Dão Único

Um vinho do Dão Único

Um vinho do Dão Único

É na emblemática Quinta dos Carvalhais que nasce, apenas em anos muito raros, este vinho especial. Chamam-lhe Único e é como trazer o melhor de uma região para a mesa.


Publicado em 26-Fev-2019

Os entendidos vão dizer que a cor é púrpura, profunda. No aroma dominam as frutas maduras, vermelhas ou negras. Sente-se um toque de eucalipto e de menta. É fresco, sim, e aveludado e complexo. O final é persistente. Estamos indiscutivelmente perante um grande vinho, um especialmente bom para levar para a mesa. Polvo à Lagareiro ou Cachaço de Porco no forno são dois bons exemplos que vão muito bem com o Único, mas exemplos apenas, porque pelas suas características de elegância e de frescura trata-se de um tinto que oferece uma enorme versatilidade nas opções gastronómicas. Recomenda-se, ainda, que seja servido um ou dois graus abaixo do normal, porque assim revela melhor as características.

O Único quase podia ser um mono varietal, tal o peso da Touriga Nacional (88%) na conceção, mas felizmente que não é, pois assim ficava-lhe a faltar alguma da complexidade que os 6% de Alfrocheiro e 6% de outras castas (field blend) ajudam a conferir. Até hoje fizeram-se apenas três versões deste tinto, em 2003, 2009 e 2015, a atual, o que significa que se trata também de uma estreia para a enóloga, Beatriz Cabral de Almeida, que chegou ao Dão em 2012. Talvez por isso tenha sido para si tão importante vincar “toda a pureza agreste desta região”, referiu antes de rematar: “é um abraço ao Dão”.

Um vinho do Dão Único | Unibanco
As suaves encostas da Quinta dos Carvalhais, que possui mais de 50 hectares de vinhas.

As suaves encostas da Quinta dos Carvalhais, que possui mais de 50 hectares de vinhas.

Ora o Dão é “só” a nossa segunda região vínica mais antiga, tendo sido proclamada vai para mais de 100 anos. Situada logo abaixo do Douro, no centro norte, é um testemunho da enorme riqueza do país, que num espaço tão exíguo consegue tanta variedade. E o Dão é “único”, desde logo, porque está rodeado de montanhas como as serras de Montemuro, do Caramulo, do Buçaco ou da Estrela. Juntas protegem este planalto granítico dos ventos atlânticos, marcando-lhe a propensão à geada, os invernos chuvosos e os verões quentes. Um terroir cujo perfil evoluiu muito nos últimos anos, à semelhança de outras regiões do país, assumindo-se cada vez mais elegante e mantendo o bom copo e possibilidade de guarda – não será por acaso que chamam ao Dão a Borgonha portuguesa.

Sendo o ex-líbris da Quinta dos Carvalhais, o Único está disponível numa edição limitada e exclusiva de 5746 garrafas e tem um preço recomendado de 80 euros. Confira aqui os comentários no Vivino.

Um vinho do Dão Único | Unibanco
Reserva, Encruzado, Touriga ou Duque de Viseu. A gama da Quinta dos Carvalhais inclui ainda brancos "enormes"

Reserva, Encruzado, Touriga ou Duque de Viseu. A gama da Quinta dos Carvalhais inclui ainda brancos "enormes"